MATRIZ ENERGÉTICA E O FUTURO PROMISSOR DO ESTADO DE RORAIMA 

Por Michelle Pozza
Consultora da FIER 

As novas tecnologias ambientais deixam de ser um diferencial para se tornar uma necessidade nas empresas do futuro. Assim, as ofertas de empregos no setor de energia renovável se tornaram uma tendência no cenário atual. 
Esta modificação ocorre, principalmente, pela necessidade de mudar a estratégia de negócios com o intuito de reduzir e gerenciar riscos proporcionados pelo aquecimento global. 
O investimento em energias alternativas é a principal arma adotada pelo universo empresarial contra o aquecimento e efeito estufa. 
O cenário mundial começou a mudar. Nesse sentido, a inovação é fundamental para manter as empresas relevantes no mercado, buscar-se reduzir o aquecimento global, bem como divulgar com efetividade a necessidade de um meio ambiente sustentável.  
No Brasil, a geração de energia limpa tem se desenvolvido de forma positiva, com potencial de impactar no aumento da competitividade pelo impacto ambiental nos negócios. Ações que resultam em benefícios sociais, econômicos e ambientais. 
Em Roraima, o momento é promissor. O Estado está alinhado a Agenda 2030 da ONU, colocando em prática o Projeto chamado Roraima 2030. O objetivo é alcançar desenvolvimento sustentável e socioeconômico, e tem como um de seus compromissos, assegurar e levar energia limpa para todos. 
A eficiência energética se concretiza na oferta de energia renovável por meio consolidação de diversas empresas que se estabeleceram no Estado para oferecer este tipo de produto.  
Empresas produtoras de energias renováveis estão em fase de instalação em todo o Estado desde 2019. A expectativa é que se reduza em 35% a emissão de gases. A Usina Jaguatirica está localizada em Boa Vista – RR e produz energia por meio de gás natural. A Usina Motrice encontra-se na Serra da Luz, no município do Cantá, e sua matériaprima é a biomassa, a Usina Brasil Bio Fuels está localizada em São João da Baliza e faz sua produção por meio de biocombustível e biomassa, a Usina Palmaplan encontra-se em Rorainópolis e produz por meio de Biocombustível (dendê). 
Conforme se vê acima, a característica dessas empresas é gerar energia por meio de gás natural, biomassa e óleo vegetal, entre eles, acácias, eucaliptos e azeite de dendê. Busca-se que Roraima tenha à sua disposição, 500MW de energia sustentável. No que diz respeito a infraestrutura, após autossuficiência energética, é atingir e disponibilizar 100% de estradas trafegáveis. 
Espera-se que com esse foco na sustentabilidade e desenvolvimento socioeconômico, ocorra a potencialização de toda a cadeia produtiva do setor e a oportunidade de novos investimentos. 


Fontes:
https://rockcontent.com/br/blog/aquecimento-global-e-negocios 
https://www.sabic.com/en/pt/collaboration/trend/sustainability 
https://exame.com/revista-exame/uma-causa-que-afeta-o-planeta/ 
Revista Investe Roraima